Apresentação

O Curso de Bacharelado em Engenharia Sanitária e Ambiental tem como percepção fundamental a formação de profissionais de nível superior, abalizada em prerrogativas educacionais que visam adequar o ensino superior às constantes necessidades sociais, ambientais, aos avanços científico-tecnológicos e às exigências do concorrido e exigente mercado de trabalho. Para tanto, a concepção do Curso é balizada na pluralidade e na interdisciplinaridade, incorporando um desenho inovador necessário para responder às demandas de uma formação acadêmica pautada em princípios éticos e norteados pela responsabilidade socioambiental, dignidade humana, direito à vida, participação e solidariedade resultando em um maior benefício às populações locais.  OBJETIVO GERAL  Promover o desenvolvimento de competências e habilidades para formar profissionais de nível superior capacitado para conhecer, criar e aprimorar tecnologias sustentáveis, além de atuar de maneira integrada em parcerias interdisciplinares com outros programas acadêmicos, bem como organismos de gestão pública, privada, ambientais e agências reguladoras, atuando no mercado de trabalho (supervisão, planejamento, coordenação ou execução em maior grau de complexidade). OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Formar recursos humanos especializados, para atuarem nas diversas áreas públicas, privadas, Organizações Não Governamentais, capacitando-os para desenvolver ações de saneamento e de proteção ao meio ambiente; 2. Apoiar a capacitação técnica dos órgãos ambientais, através da indicação de ações, métodos e tecnologias preventivas e corretivas, nas áreas de saneamento e proteção ambiental, possibilitando a melhoria e qualidade de vida; 3. Contribuir para o aperfeiçoamento, na área ambiental e de saneamento, de técnicos nos âmbitos municipal, estadual e federal, bem como os gerentes, agentes e fiscais ambientais; 4. Auxiliar o desenvolvimento científico, tecnológico e inovador da região, norteado pelos princípios da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, visando à sustentabilidade e do uso racional dos recursos da região amazônica; 5. Qualificar os profissionais em Engenharia sanitária e ambiental, para que sejam capazes de identificar e avaliar, quantitativa e qualitativamente, os riscos ambientais agressivos à exposição ou à saúde humana; 6. Proporcionar a oportunidade de se tornarem Gestores, na área de Meio Ambiente e de Saneamento, para o mundo do trabalho. PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO O engenheiro sanitarista e ambiental egresso deve possuir uma formação básica sólida e generalista, com capacidade para se especializar em qualquer área do conhecimento da engenharia sanitária e ambiental, que saiba trabalhar de forma independente e também em equipe, que detenha amplos conhecimentos e familiaridade com ferramentas básicas de cálculo e de informática, e com os fenômenos físicos envolvidos na sua área de atuação e com um olhar clínico para a região de influência da UFOPA. Para tal, empregarão o raciocínio reflexivo, crítico e criativo, respeitando o meio ambiente e atendendo as expectativas humanas e sociais no exercício das atividades profissionais. Essencialmente deve ter adquirido um comportamento pró-ativo e de independência no seu trabalho, atuando como empreendedor e como vetor de desenvolvimento e inovação tecnológica, não se restringindo apenas à sua formação técnica, mas a uma formação mais ampla, política, ética e moral, com uma visão crítica de sua função social como engenheiro. O egresso deverá ser capaz de criar e/ou aprimorar de metodologias e tecnologias de projeto, na área de construção, operação e manutenção de sistemas de saneamento básico, diagnosticando e caracterizando o meio ambiente, mantendo o controle e preservação da qualidade ambiental, norteadas no campo das engenharias sanitária e ambiental. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso  foi estruturado para ser finalizado entre cinco (mínimo) e sete anos e meio (máximo). Para obter o título de Bacharel em Engenharia Sanitária e Ambiental, o discente deverá cumprir um total de 4.225 horas relativas ao currículo pleno. A matriz curricular do curso está estabelecida para ser desenvolvida em período de dez semestres, de forma integral. As atividades acadêmicas são dispostas de forma sequencial e os componentes curriculares são ministrados em aulas teóricas e práticas com cargas horárias de 30, 45, 60 e 75h, conforme as particularidades do componente. A matriz curricular resumida do curso está estruturada em disciplinas obrigatórias: 3.575 horas, disciplinas optativas: 270 horas, atividades complementares: 100 horas, estágio curricular supervisionado: 160 horas e trabalho de conclusão de curso: 120 horas. Desde que aceito e homologado pelo colegiado do curso e dentro do somatório das cargas horárias estabelecidas pelo curso, o discente pode se matricular em qualquer componente curricular oferecido pelos outros cursos vinculados ao Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas, bem como os componentes oferecidos pelos demais cursos da UFOPA ou outras IFES, conforme o interesse de formação do discente, desde que orientado e validado pelo colegiado do curso. O curso de Bacharelado em Engenharia Sanitária e Ambiental baseia-se nas ações e projetos desenvolvidos pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). A UFOPA inclui em todos os seus documentos normativos: PDI, Regimento e Estatuto, PPCs, a valorização e respeito das histórias e culturas afro-brasileira e africana, assim como procedimentos para sua consecução, bem como realiza diversas ações direcionadas para valorização da diversidade cultural, compromisso com os direitos humanos, respeito às diferenças de raças, etnias, crenças e gêneros, princípios éticos, promoção da inclusão social e/ou desenvolvimento sustentável. Bem como, incentiva e apoia a execução de projetos relativos aos temas voltados a Educação Étnico-racial e História e Cultura Afro-Brasileira. O curso oferece ainda disciplinas optativas (Educação Ambiental, por exemplo) e trabalham os componentes com temas transversais Educação Étnica Racial e Direitos Humanos, de modo transversal em componentes curriculares como Sociedade Natureza e Desenvolvimento, Estudos Integrativos da Amazônia, Gestão de Unidades de Conservação e Ética, conforme determinado na Lei n. 9.795, de 27 de abril de 1999, Decreto n. 4281, de 25/06/2002, que tratam da educação ambiental e a Lei 10.639/2003, Lei 11.645/2008, Resolução CNE/CP1/2004, Art. 1, parágrafo 1º e o Parecer CNE/CP3/2004, nos diversos componentes curriculares do curso e nas atividades complementares. Além de palestras, oficinas e seminários do Instituto e da Instituição, computados como atividades complementares. Esses componentes curriculares mostram-se atuais e integrados a formação de um Bacharel em Engenharia Sanitária e Ambiental. 

Coordenação do Programa: RUY BESSA LOPES

Telefone/Ramal:

E-mail: ruy.lopes@ufopa.edu.br

Título do Profissional: BACHAREL EM ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Área de Conhecimento CNPQ: Ciências Biológicas Convênio Acadêmico : Nenhum conteúdo disponível até o momento Modalidade de Curso: Presencial
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Calendário Acadêmico.
  • 08/03/2019 - 12/03/2019 · Matrícula para o período 2019.1.
  • 18/03/2019 · Início do período letivo 2019.1.
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2