CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS / ICS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE - ICS Telefone/Ramal:
Projeto Pedagógico do Curso

O Estudo da Ciência Econômica na UFOPA deve possibilitar a formação de bacharéis habilitados a entender as questões científicas, sociais, políticas e técnicas referentes a Ciência Econômica, consideradas fundamentais, para compreender, discutir e gerir situações político-econômicas sociais relacionadas ao conjunto das funções
econômicas e de um cientista social.
O curso, neste contexto, deverá formar profissionais que aliem conhecimento técnico e operacional à uma consciência crítica em relação ao meio em que atua. O que direciona o perfil do profissional do bacharel em economia é o compromisso com a sociedade, levando em consideração sua complexidade e heterogeneidade desde seu contexto local até o global.
Os economistas estão entre os profissionais da área das Ciências Sociais que recebem a formação mais completa. Precisam dominar a matemática, ter conhecimentos aprofundados de ciência política, sociologia, história e estar totalmente informados sobre os acontecimentos políticos e econômicos de seu país e do mundo.
As profundas mudanças ocorridas na economia brasileira ao longo da década de 1990, principalmente ligadas ao processo de privatização, dão novas cores ao campo de atuação dos economistas. A esfera estatal, que antes era o principal espaço aberto a esses profissionais, teve um encolhimento acentuado, enquanto o setor privado aumenta e diversifica as oportunidades de trabalho.

Hoje, a iniciativa privada (grandes empresas e bancos) é o principal mercado de trabalho para o economista, porque o setor público já não oferece vagas para este profissional com antes. O mercado financeiro e de capitais, grandes indústrias, empresas de consultoria e institutos de pesquisa são hoje os grandes polos de atração de profissionais.

Nos grandes centros produtivos estima-se que 70% dos economistas estão hoje na área privada e o predomínio desse setor em termos de ofertas de trabalho vai continuar. Jamais voltaremos a ter um Estado tão grande como há vinte anos.
Novos territórios se abrem para os profissionais da área, como a economia ambiental, em que bens como florestas e recursos hídricos são considerados commodities, ou seja, produtos negociáveis em bolsas de mercadorias - com a preocupação, é claro, de uma exploração racional dos recursos. Esse é um mercado fantástico na região amazônica, por causa da riqueza da nossa biodiversidade.
Dessa forma, o Curso de Bacharelado em Ciências Econômicas deverá proporcionar uma sólida formação geral aos economistas, compreendendo os seguintes aspectos centrais:
a) Uma base cultural ampla, que possibilite o entendimento das questões econômicas no seu contexto histórico-social, estimulando uma abordagem interdisciplinar das especificidades amazônicas e suas relações com a economia global;
 
b) Garanta a capacidade analítica, visão crítica e competência para adquirir novos conhecimentos;
  
c) Proporcione a capacidade de diálogo e interação com profissionais de outras áreas, preparando esse profissional para participação em equipes interdisciplinares, com pleno domínio de sua disciplinaridade;
 
d) Habilite a uma efetiva comunicação e expressão oral e escrita;
e) Capacidade de tomada de decisões e de resolução de problemas numa realidade diversificada e em constante transformação;
f) Desenvolver raciocínios logicamente consistentes, para utilizar o instrumental econômico para analisar situações históricas concretas;
g) Ler e compreender textos econômicos, de forma a diferenciar correntes teóricas a
partir de distintas políticas econômicas e utilizar adequadamente conceitos teóricos fundamentais da ciência econômica;
h) Elaborar pareceres, relatórios, trabalhos e textos na área econômica;
i) Utilizar formulações matemáticas e estatísticas na análise dos fenômenos socioeconômicos.

Assim, espera-se que o egresso do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Oeste do Pará devido a sua formação plural e interdisciplinar esteja apto a lidar com as questões da economia e da sociedade local, nacional e internacional.
Para tanto a estrutura curricular do curso está organizada de modo a desenvolver competências e habilidades específicas necessárias a formação do profissional de Economia.

Nenhum conteúdo disponível até o momento Nenhum conteúdo disponível até o momento Nenhum conteúdo disponível até o momento Baixar Arquivo
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1sigaa