Banca de DEFESA: CLEIDEANE LIMA DE MORAES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLEIDEANE LIMA DE MORAES
DATA: 13/08/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 319 (CFI-UFOPA)
TÍTULO: O SETOR MADEIREIRO EM ITAITUBA, PARÁ: SATISFAÇÃO DE EMPRESÁRIOS E BEM-ESTAR DE TRABALHADORES
PALAVRAS-CHAVES: Madeireiras, satisfação, autonomia, realização profissional, Amazônia.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO: A exploração econômica da madeira, quando praticada por meio do manejo sustentável, traz benefícios econômicos para a região com baixo impacto ao meio ambiente, podendo ser muito benéficas a regiões que possuem abundancia de matéria-prima, a exemplo de Itaituba-PA. Além disso, avaliar apenas fatores econômicos e geração de renda pode ser insuficiente para definir que determinado setor produtivo promova qualidade de vida à sociedade em que está inserido. Assim, objetivou-se estudar a satisfação dos empresários e o bem-estar subjetivo dos trabalhadores setor madeireiro no município de Itaituba, Pará. Para o estudo da satisfação dos empresários, utilizou-se o método qualitativo, sendo o instrumento para a coleta dos dados a entrevista semiestruturada. dados coletados, após a transcrição, os discursos foram analisados por meio do método de análise Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Já a pesquisa com os trabalhadores foi realizada por meio do método quantitativo, utilizando como instrumento questionário com indicadores de bem-estar pessoal nas organizações, que medem o nível de satisfação dos pesquisados sobres aspectos relacionados ao ambiente de trabalho, utilizando escala Likert de 5 pontos. Estes dados foram foram tabulados e analisados pela estatística descritiva, por meio dos programas Excel for Windows® e Statistical Analysis Software (PSPP), versão 1.0.1. Os resultados indicam que na perspectiva dos empresários que atuam no ramo, houve uma grande diminuição na produção madeireira legal nos últimos anos, principalmente pelo excesso de burocracia e omissão do Estado, permitindo a concorrência desleal com pessoas que atuam ilegalmente no mercado itaitubense. Apesar de um cenário adverso, há satisfação com o setor, prevalecendo a ideia de que gostam da atividade e pretendem continuar lutando para alcançar a realização profissional. Quanto ao bem-estar subjetivo dos trabalhadores do setor madeireiro no município de Itaituba-PA, a média de notas atriibuídas ao nível de bem-estar refletiu em um nível de 61%. O bem-estar dos trabalhadores foi fortemente influenciado por questões ligadas ao Suporte Ambiental (73,25%), e a Autonomia (42,25%) dimensão que merece maior atenção, visando melhorias no nível de bem-estar dos trabalhadores. Faz-se necessário uma atuação conjunta entre governo e empresas no município para melhorar aspectos negativos encontrados no presente estudo, melhorando o diálogo em todos os ambientes, possibilitado a atuação mais flexível, tanto por meio de políticas públicas, atuação dos servidores públicos envolvidos no setor, quanto no ambiente interno das empresas pesquisadas, o que poderia possibilitar melhoria na satisfação dos sujeitos sociais deste setor.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1776327 - THIAGO ALMEIDA VIEIRA
Interno - 1552900 - IANI DIAS LAUER LEITE
Externo ao Programa - 1776949 - ROMMEL NOCE
Externo à Instituição - EDNA FERREIRA COELHO GALVÃO - UEPA
Notícia cadastrada em: 07/08/2018 10:07
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp2.ufopa.edu.br.srv2inst1