Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIAN KARINE SERRÃO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIAN KARINE SERRÃO DA SILVA
DATA: 13/12/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Campus Amazônia, 3 andar, Sala 332
TÍTULO: O MASCARADO FOBÓ ENTRE O SÉRIO E O LÚDICO: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE A CULTURA DO FOLIÃO DA AMAZÔNIA
PALAVRAS-CHAVES: Cultura. Identidade. Festa. Máscara. Amazônia.
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História Regional do Brasil
RESUMO: Este trabalho visa investigar o símbolo cultural da maior festa carnavalesca do Baixo Amazonas, o Mascarado Fobó, seus aspectos históricos e culturais, sua essência, raízes e significado, seus disfarces e revelações, e suas transformações ao longo do tempo. A pesquisa tem como objetivo compreender a essência do Mascarado Fobó e suas implicações na formação da identidade cultural amazônida de Óbidos. Ela está organizada em quatro momentos: pesquisa teórico-bibliográfica do patrimônio cultural de Óbidos e o Mascarado Fobó; pesquisa de campo com coleta de dados por meio de formulários aos habitantes, agentes culturais e gestores do município de Óbidos; análise e assimilação das informações e apresentação dos resultados em dissertação. A questão científica norteadora da pesquisa consiste em dimensionar em que medida o Mascarado Fobó pode ser compreendido como uma manifestação cultural que se propõe apresentar a Amazônia na forma de brincadeira séria, um serio ludere (ato pensado, ato criativo), que possibilita o fortalecimento da condição cultural amazônida de se viver. Baseada nesta questão, a pesquisa levantou dados de que é no cenário carnavalesco que surge o Mascarado Fobó para dar significado à festa e dinamizar sua essência, o que segundo o conhecimento popular coletivo teria surgido a partir de uma concepção de desigualdade social, política e econômica entre classes distintas. É durante a Festa do Mascarado Fobó que as diferenças sociais e econômicas são evidenciadas e apresentadas na forma de risos, brincadeiras, gargalhadas e deboche em contraposição à revanche, ao anonimato e à seriedade da vida social cotidiana. O festejo pelas ruas de Óbidos remonta-se ao início do século XX e mantêm-se vivo até os dias atuais. Acredita-se, a partir da concepção popular-coletiva, que a festa do Mascarado Fobó tenha se tornado uma manifestação que ultrapassa os limites de um evento periódico anual. Tornou-se, na verdade, um “movimento” que transforma a cidade, preparando-a e dinamizando-a para receber o festejo, os mascarados, os foliões, os brincantes e as famílias. Os resultados preliminares têm apontado para uma manifestação cultural que homenageia uma criação humana, fruto de um imaginário antigo, que produz a ocultação da própria identidade na identidade de um personagem que é história e que se faz história a cada ano, resultando daí numa festa que debocha da realidade cruel na forma de riso e de brincadeira, na forma de atitudes que escondem sua real identidade sob a pena de ser “manjado” e ter que se retirar da brincadeira mascarada.
MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1216516 - EDIVALDO DA SILVA BERNARDO
Externo à Instituição - MARIA DA GLÓRIA MAGALHÃES DOS REIS - UnB
Interno - 115.081.242-72 - MARIA DE FATIMA MATOS DE SOUZA - UFPA
Notícia cadastrada em: 04/12/2017 15:11
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2