Banca de DEFESA: EDVALDO JÚNIOR DE SOUZA LEMOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDVALDO JÚNIOR DE SOUZA LEMOS
DATA : 28/06/2019
HORA: 15:00
LOCAL: sala 302 Bloco Modular Tapajós
TÍTULO:

ASPECTOS DE QUALIDADE, BALNEABILIDADE E TROFIA DAS ÁGUAS DE PRAIAS DA MARGEM DIREITA DO BAIXO RIO TAPAJÓS


PALAVRAS-CHAVES:

Balneabilidade, Qualidade da Água, Índice de Qualidade da Água, Índice de Estado Trófico.


PÁGINAS: 56
RESUMO:

O Rio Tapajós é um importante rio de águas claras da Bacia Hidrográfica Amazônica. Por apresentar grande disponibilidade hídrica com águas transparentes margeadas por areias brancas tornou-se atrativo para diversas atividades, dentre outras, abastecimento de água e recreação e lazer. A degradação da qualidade ambiental, ocasionado principalmente por fatores antrópicos, causa impacto imediato aos cursos d’águas. Nesse contexto, monitorar os recursos hídricos é de fundamental importância para a manutenção da qualidade da água e para o bem-estar humano. Dessa forma, este trabalho tem como objetivo avaliar as condições de qualidade das águas das praias da margem direita do baixo rio Tapajós, quanto aos aspectos balnear, de trofia e de padrões de águas superficiais, no município de Santarém/PA. Para isso, amostraram-se ao longo da orla fluvial direita do Rio Tapajós as seguintes praias: Muretá, Cajueiro, Ponta de Pedras, Pajuçara e Maracanã. E realizadas análises em campo e laboratoriais dos conjuntos de parâmetros fundamentais que compõe as condições de balneabilidade das praias e os índices IQA e IET. Foram realizadas quatros campanhas de monitoramento em duas fases da hidrógrafa fluvial: águas baixas (dezembro de 2015 e janeiro de 2017) e águas altas (maio de 2016 e maio de 2018). Os resultados demonstraram que as condições balneabilidade estão em situação de conformidade própria, exceto a praia do Maracanã que apresentou condição imprópria nos anos de 2015 e 2018. Para os índices avaliados, os resultados do IQA e do IET apontam que as praias investigadas apresentam boa qualidade e baixo potencial de eutrofização. Estes resultados expressam que o rio Tapajós, no trecho avaliado, apresenta boas condições ambientais, como áreas de florestas marginais relativamente conservadas, elevada disponibilidade hídrica e capacidade de depuração de substâncias, mesmo no período de águas baixas.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 1834356 - ANDREIA CAVALCANTE PEREIRA
Presidente - 1456450 - JOSE REINALDO PACHECO PELEJA
Interno - 862.335.056-15 - LUIS GUSTAVO DE CASTRO CANANI - UFOPA
Notícia cadastrada em: 25/06/2019 11:21
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2