Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFOPA

2022
Dissertações
1
  • PRISCILA BEZERRA DE LIMA
  • AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO CARDIOPULMONAR DE PACIENTES SOBREVIVENTES À COVID-19 EM REABILITAÇÃO AMBULATORIAL

  • Orientador : MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDGARD MORYA
  • MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • RODRIGO LUIS FERREIRA DA SILVA
  • TANIA MARA PIRES MORAES
  • Data: 12/04/2022
    Ata de defesa assinada:

  • Mostrar Resumo
  • A COVID-19 é uma doença que, eclodiu no final de dezembro 2019 na China e tornou-se uma pandemia sem precedentes em março de 2020 até os dias atuais. Preocupa-se o fato da COVID-19 ser uma doença que causa deficiência, principalmente, das funções do sistema cardiorrespiratório e, de acordo, com a gravidade clínica apresentada, pode ocorrer déficit da função muscular respiratória e da tolerância ao exercício, causando limitações que incluem dificuldades na realização de atividades básicas diárias. Objetivo: avaliar a função cardiopulmonar de pacientes sobreviventes à COVID-19 em reabilitação ambulatorial no município de Santarém. Material e Método: Após submissão e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa com seres humanos, foi realizado um estudo analítico-descritivo, longitudinal prospectivo, quantitativo e de interferência intervencional clínica. Foi realizado uma avaliação composta por: entrevista através de questionário pré-estabelecido; prova de função pulmonar através da espirometria; teste do degrau de seis minutos (TD6), além das escalas de dispneia (Medical Research Council - MRC) e de percepção subjetiva de esforço (Escala de Borg). As análises estatísticas foram feitas no software Microsoft Excel 2010 e no software R. Resultados e Discussão: A amostra foi composta por 30 voluntários acometidos pela COVID-19 em fase de reabilitação ambulatorial, onde o sexo masculino foi prevalente (73%), a média de idade foi 53 ± 13 anos, com faixa etária predominante de 56 a 75 anos, 60% apresentaram a doença em sua forma grave. Avaliou-se que as comorbidades compensadamente controladas não são fatores de risco para a gravidade da doença. Assim como não se teve relação de idade e gênero com o desfecho da doença, o que sugere que qualquer pessoa tem predisposição a infecção da COVID-19. Os primeiros sintomas da doença não definiram nem apresentaram relação com o histórico de internação, tornando-se imprevisível a estabilidade do paciente durante o curso da doença. Em contrapartida, o comprometimento pulmonar através da tomografia de tórax e o histórico de internação geraram forte impacto com o suporte ventilatório utilizado, onde a terapêutica para suporte respiratório e o tempo de internação estavam diretamente relacionados à gravidade da doença. A espirometria como critério avaliativo para a reabilitação ambulatorial demonstrou valores inferiores aos normais de referência após a COVID-19, evidenciando distúrbios restritivos. As escalas de funcionalidade pós reabilitaçãambulatorial demonstraram grau leve da MRC, alterações de comportamento cognitivo na categoria 6 da MIF. Quando avaliado o TD6, variáveis como idade, sexo e ∆FC são as que explicam, em parte, o número de degraus subidos e, geralmente, elas são preditoras para os testes de capacidade física em outros testes de capacidade física. E como esperado, a diminuição do desempenho do TD6 com o envelhecimento estão fortemente associados, uma vez que com o avançar da idade há a redução na capacidade física. Considerações finais: Os pacientes deste estudo são os sobreviventes das duas primeiras fortes ondas da doença. No cenário atual, mesmo com a disponibilização da vacinação em massa, com redução expressiva do número de casos, internações e óbitos, já se viveu a terceira onda. Logo, é preciso manter o estado de alerta a fim de evitar a agudização dessa grave doença e desenvolver cada vez mais estudos para contê-la, inclusive para acolher os sobreviventes das primeiras ondas, pois cada vez mais se fortalece a premissa da síndrome pós-COVID-19, causando inúmeras limitações funcionais e transtornos para a saúde pública a longo prazo. Torna-se fundamental, em uma boa avaliação cardiopulmonar, a inclusão e associação de testes de capacidade física às provas de função pulmonar, a fim de se manter o acompanhamento desses pacientes bem como mensurar o impacto funcional com o decorrer do tempo pós infecção aguda da doença.


  • Mostrar Abstract
  • COVID-19 is a disease that broke out in late December 2019 in China and became an unprecedented pandemic in March 2020 to the present day. There is concern that COVID-19 is a disease that causes impairment, mainly, of the functions of the cardiorespiratory system and, according to the clinical severity presented, there may be a deficit in respiratory muscle function and exercise tolerance, causing limitations that include difficulties in performing basic daily activities. Objective: to evaluate the cardiopulmonary function of COVID-19 survivors undergoing outpatient rehabilitation in the city of Santarém. Material and Method: After submission and approval by the Research Ethics Committee with human beings, an analytical-descriptive, longitudinal prospective, quantitative and clinical interventional interference study was carried out. An evaluation was carried out consisting of: interview through a pre-established questionnaire; pulmonary function test through spirometry; six-minute step test (TD6), in addition to dyspnea (Medical Research Council - MRC) and perceived exertion (Borg Scale) scales. Statistical analyzes were performed using Microsoft Excel 2010 software and R software. Results and Discussion: The sample consisted of 30 volunteers affected by COVID-19 undergoing outpatient rehabilitation, where males were prevalent (73%), the average age was 53 ± 13 years, with a predominant age group from 56 to 75 years, 60% had the disease in its severe form. Compensatedly controlled comorbidities were found not to be risk factors for disease severity. Just as there was no relationship between age and gender with the outcome of the disease, which suggests that anyone is predisposed to COVID-19 infection. The first symptoms of the disease did not define nor were related to the hospitalization history, making the patient's stability during the course of the disease unpredictable. On the other hand, pulmonary impairment through chest tomography and hospitalization history generated a strong impact with the ventilatory support used, where respiratory support therapy and hospitalization time were directly related to the severity of the disease. Spirometry as an evaluative criterion for outpatient rehabilitation showed lower than normal reference values after COVID-19, evidencing restrictive disorders. Functionality scales after outpatient rehabilitation showed a mild degree of MRC, changes in cognitive behavior in category 6 of the MIF. When evaluating the TD6, variables such as age, sex and ∆WF explain, in part, the number of steps climbed and, generally, they are predictors for physical capacity tests in other physical capacity tests. And as expected, the decrease in TD6 performance with aging is strongly associated, since with advancing age there is a reduction in physical capacity. Final considerations: The patients in this study are the survivors of the first two strong waves of the disease. In the current scenario, even with the availability of mass vaccination, with a significant reduction in the number of cases, hospitalizations and deaths, the third wave has already been experienced. Therefore, it is necessary to maintain a state of alert in order to avoid the worsening of this serious disease and to develop more and more studies to contain it, including to welcome the survivors of the first waves, as the premise of the postnatal syndrome is increasingly strengthened. COVID-19, causing numerous functional limitations and long-term public health disruptions. It is essential, in a good cardiopulmonary evaluation, the inclusion and association of physical capacity tests with pulmonary function tests, in order to maintain the follow-up of these patients as well as measure the functional impact over time after acute infection of the illness.

2
  • GABRIELA DOS SANTOS RODRIGUES
  • Abordagem combinada de triagem virtual inversa e baseada em ligantes na identificação de alvos proteicos para afidicolina e novos hits contra Leishmania major

  • Orientador : GABRIELA BIANCHI DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RYAN DA SILVA RAMOS
  • GLAUBER VILHENA DA COSTA
  • GABRIELA BIANCHI DOS SANTOS
  • KELLY CHRISTINA FERREIRA CASTRO
  • Data: 29/04/2022
    Ata de defesa assinada:

  • Mostrar Resumo
  • A leishmaniose compreende um grupo de doenças causadas por mais de 20 espécies de protozoários do gênero Leishmania, prevalente em países tropicais e em desenvolvimento. O tratamento farmacológico disponível para as formas de leishmaniose apresenta problemas de toxicidade e resistência dos parasitas, tornando necessária a busca por novos agentes terapêuticos. A modelagem molecular é um campo útil para o desenho de fármacos antiparasitários mais seguros e eficientes, especialmente de fontes naturais. Existem na literatura diversos produtos naturais bioativos contra Leishmania spp. com mecanismo de ação desconhecido, dentre eles a afidicolina, um inibidor seletivo de DNA polimerase-α viral e humana, produzido por fungos Cephalosporium aphidicola e Nigrospora sphaerica. Portanto, a presente pesquisa teve como objetivos identificar potenciais alvos biológicos da afidicolina e derivados através de triagem virtual reversa. A busca de alvos de L. major foi realizada no Protein Data Bank (PDB). Os alvos selecionados para docking molecular no servidor DockThor foram aqueles cujos ligantes mostraram similaridade estérica e eletrônica >0,5 em relação à afidicolina e valores de RMSD < 2 Å. Assim, as enzimas N-miristoiltransferase (NMT), metionil t-RNA sintetase (MetRS) emap-quinase (MAPK) foram elencadas como possíveis alvos de afidicolanos. Considerando as propriedades farmacocinéticas e físico-químicas inadequadas da afidicolina e derivados, foi realizado o alinhamento das moléculas no servidor PharmGist para construção de modelo farmacofórico. O modelo foi avaliado por análise grupamento hierárquico (HCA) e correlação de Pearson no software Minitab. Devido ao número de propriedades hidrofóbicas, um modelo foi construído para cada alvo e submetido à triagem virtual no servidor Pharmit. Os hits encontrados foram filtrados através de cálculo de propriedade fármaco-similar no software Osiris DataWarrior, alertas de toxicidade no software Derek e farmacocinética no servidor PreADMET. O servidor SwissADME também foi utilizado para predição da solubilidade em água e acessibilidade sintética. Ao final, foram encontradas 02 moléculas para NMT, 09 para MetRS (sendo duas em comum a NMT) e nenhuma para MAPK. A fim de avaliar potencial mecanismo dual, as moléculas foram ancoradas em NTM, MetRS e MAPK através do servidor DockThor. Análises estatísticas dos 07 melhores valores de afinidade de ligação (∆G) de cada complexo foram realizadas no software GraphPad Prism por meio dos testes ANOVA-one way e ANOVA-two way.Os resultados mostraram as moléculas MP-002-507-460, MP-002-528-375 e MP-002-911-105 exibiram valores de ∆G significativamente comparáveis aos ligantes co-cristalizados e superiores à miltefosina, utilizada como controle negativo. No entanto, foi observada seletividade considerável para NMT. Após análise das interações no software Discovery Studio, apenas MP-002-507-460 e MP-002-911-105 apresentaram padrões de interação mais semelhantes ao controle positivo. A predição da atividade biológica através do servidor PASS revelou que as duas moléculas, análogas de esteroides, exibiram probabilidade moderada de atuarem como agentes leishmanicidas. Assim, as duas moléculas encontradas por meio de triagem virtual são candidatas promissoras a ensaios in vitro sobre modelos de LmNMT para validação dos resultados teóricos apresentados neste trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • Leishmaniasis are a group of diseases caused by more than 20 species of protozoa of the genus Leishmania, prevalent in tropical and developing countries. The existing pharmacological treatment presents serious limitations such as toxicity and parasite resistance, therefore, the search for new therapeutic agents is necessary. Molecular modeling methods are useful to facilitate the design of safer and more efficient antiparasitic drugs, especially from natural sources. There are several bioactive natural products in the literature against Leishmania spp. With unknown mechanism of action, including aphidicolin, a selective inhibitor of viral and human DNA polymerase-α, produced by the fungi Cephalosporium aphidicola and Nigrospora sphaerica. Hence, this work aimed to find potential biological targets of aphidicolin and derivatives through virtual reverse screening. We used Protein Data Bank (PDB) for the search ofL. major targets. The targets selected for molecular docking on the DockThor server are those whose ligands showed steric and electronic similarity >0.5 to aphidicolin and RMSD values< 2 Å. Thus, we considered N-myristoyltransferase (NMT), methionyl t-RNA synthetase (MetRS) and map-kinase(MAPK) as possible targets of a phidicolans. Considering the poor pharmacokinetic and physicochemical properties of aphidicolin and derivatives, we used PharmGist server to align the molecules and to build a pharmacophoric model. We evaluated the model by hierarchical cluster analysis (HCA) and Pearson's correlation in Minitab software. Due to the number of hydrophobic properties, we built a pharmacophoric model for each target and we subjected to virtual screening on the Pharmit server. After that, we filtered the new hits through drug-similar property calculation in Osiris Data-Warrior software, as well toxicity alerts in Derek software and pharmacokinetics on PreADMETweb server. We used SissADME web server to predict water solubility and synthetic accessibility. In the end, we selected only 02 molecules for NMT, 09 for MetRS (02 in common with NMT) and none for MAPK. In order to evaluate a potential dual mechanism, wedocked these molecules in NTM, MetRS and MAPK using DockThor server. Statistical analyzes of the 07 best valuesof binding affinity (∆G) of each complex were performed in the GraphPad Prism software using the ANOVA-one way and ANOVA-two way tests. The results showed that the molecules MP-002-507-460, MP-002-528-375 and MP-002-911-105 exhibited ∆G values significantly comparable to the co-crystallized ligands and superior to miltefosine, used as a negative control. However, we observed considerable selectivity for NMT. After analyzing the interactions in the Disco-very Studio software, only MP-002-507-460 and MP-002-911-105 showed interaction patterns more similar to the positive control. The prediction of biological activity through the PASS server revealed that the two molecules, steroid analogues, exhibited a moderate probability of acting as leishmanicidal agents. Thus, the two molecules found through virtual screening are promising candidates for in vitro assays on LmNMT models to validate the theoretical results presented in this work.

3
  • KARINA ALCÂNTARA DE SOUSA
  • ATIVIDADE ANTICOLINESTERÁSICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE TRÊS QUIMIOTIPOS DE Lippia alba (Mill.) N.E.Br. ex Britton & P.Wilson  (VERBENACEAE).

  • Orientador : LEONEIDE ÉRICA MADURO BOUILLET
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LEONEIDE ÉRICA MADURO BOUILLET
  • ALAIDE BRAGA DE OLIVEIRA
  • MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • PABLO LUÍS BAIA FIGUEIREDO
  • Data: 27/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • Relevância etnofarmacológica: Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae), é uma planta bastante utilizada pela ampla variabilidade química dos seus óleos essenciais. A diversificação de componentes do óleo essencial é responsável por suas várias utilizações na medicina popular.  Por outro lado, a variabilidade de tipos químicos pode ser considerada preocupante do ponto de vista de utilização de Lippia alba como fitoterápico, pois o usuário poderá estar utilizando material não adequado para atingir o objetivo desejado. Objetivo: Foi avaliar se o óleo essencial de três espécimes de Lippia alba possuem efeito inibitório sobre a enzima acetilcolinesterase. Métodos: Os constituintes voláteis dos óleos essenciais obtidos por hidrodestilação (L.alba1 e L.alba2) e por arraste a vapor (L.alba3) foram determinados por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas, e em seguida foram submetidos a ensaios de inibição da enzima acetilcolinesterase utilizando os métodos de bioautografia direta de Marston et al., (2001) e Ellman et al., (1961) com modificações. Resultados: Os perfis cromatográficos dos constituintes voláteis majoritários das amostras de óleo essencial apresentou três quimiotipos distintos:  L.alba1 com alto teor de citral (neral 23,84% e geranial 32,31%); L.alba2 com carvona (30,72%), 1,8-cineol (14,37%) e limoneno (10,3%) e L.alba3 constituído majoritariamente por linalol (68,31%).  Todas as amostras de óleo apresentaram ação inibitória frente a enzima acetilcolinesterase, sendo L.alba1 com maior percentual de inibição (I%: 97,9 ± 0,8), seguido de L.alba2 (I%: 54,3 ± 5,6) e L.alba3 (I%: 46,9 ± 5,6). O percentual de inibição sobre a acetilcolinesterase apresentado pelo constituinte citral isolado (sintético) foi menor (49,3%±12,2) que no quimiotipo L.alba1, sugerindo um sinergismo entre os constituintes presentes no óleo essencial que potencializa a atividade anticolinesterásica. Conclusões:  O óleo essencial de L. alba é um potente inibidor da enzima acetilcolinesterase variando de alta a moderada dependendo do quimiotipo utilizado. Desta forma, para atender o seguimento de fitoterapia, sugerimos programas de distribuição de mudas com identificação botânica e química dos acessos de L. alba.

     


  • Mostrar Abstract
  • Ethnopharmacological relevance: Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae), is a plant that is frequently utilized due to the wide chemical variation of its essential oils. The diversification of the components of essential oils is responsible for its diverse uses in traditional medicine applications. However, the wide chemical variation of chemotypes of Lippia alba is not without concern with respect to its use as a phytotherapeutic medicine since the user could be using material that is not adequate to the achieve the desired effect. Aim of the study: Evaluate if the essential oil of three specimens of Lippia alba have an inhibitory effect on the acetylcholinesterase enzyme. Methods: The volatile constituents of the essential oils obtained through hydrodistillation (L.alba1 and L.alba2) and by steam distillation (L.alba3) were determined by gas chromatography–mass spectrometry and were then submitted to acetylcholinesterase enzyme inhibition trials using the direct bioautography methods of Marston et al., (2001) and Ellman et al., (1961) with modifications. Results: The chromatographic profiles of the principle volatile constituents of the essential oil samples showed three distinct chemotypes:  L.alba1 with a high content of citral (neral 23.84% and geranial 32.31%); L.alba2 with carvone (30.72%), 1,8-cineol (14.37%) and limonene (10.3%), and L.alba3 principally constituted of linalool (68.31%).  All essential oil samples displayed inhibitory activity to the acetylcholinesterase enzyme, with L.alba1 showing the highest inhibition (I%: 97.9 ± 0.8), followed by L.alba2 (I%: 54.3 ± 5.6) and L.alba3-(I%: 46.9 ± 5.6). The percentage of inhibition of acetylcholinesterase shown by the isolated citral constituent (synthetic) was lower (49.3%±12.2) than for the L.alba1 chemotype, suggesting a synergism between the constituents present in the essential oils than can enhance  anticholinesterase activity. Conclusions:  The essential oil of L. alba is a potent inhibitor of the acetylcholinesterase enzyme, and this activity varies between moderate and high depending on the chemotype. In this way, as an aid in the tracking of phytotherapeutic raw materials, programs of plant seedling production and distribution should include botanical and chemical identification of accessions of L. alba.

4
  • CRISTIANO GONCALVES MORAIS
  • EXPOSIÇÃO MERCURIAL: PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE MULHERES NA REGIÃO DO BAIXO AMAZONAS

  • Orientador : HELOISA DO NASCIMENTO DE MOURA MENESES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • HELOISA DO NASCIMENTO DE MOURA MENESES
  • RICARDO BEZERRA DE OLIVEIRA
  • LIGIA MERES VALADAO
  • MARINA SMIDT CELERE MESCHEDE
  • Data: 07/07/2022
    Ata de defesa assinada:

  • Mostrar Resumo
  • O mercúrio é um metal pesado que acarreta danos à saúde humana. A exposição mercurial se dá através de meios como a queima da amálgama e pelo consumo de peixes contaminados por mercúrio. As mulheres em idade fértil, grávidas e mulheres que estão amamentando fazem parte do grupo de vulnerabilidade e devem ser acompanhadas; a fim sobretudo de evitar os efeitos da exposição mercurial, que podem gerar um quadro clínico de: fraqueza muscular, infertilidade, desregulação hormonal, síndrome do ovário policístico. Além disso, os efeitos da exposição mercurial afetam o feto, no período intrauterino, contribuindo para atrasos e/ou danos ao sistema nervoso, malformações congênitas, e abortos. Na Amazônia brasileira, existe o interesse em investigar a exposição mercurial, dada às atividades antrópicas de mineração na região, assim como, a presença de peixes contaminados que agregam riscos à saúde da população, principalmente devido ao alto consumo de peixes por pessoas da região amazônica. Entendendo que na região do Baixo Tapajós existe uma população ambientalmente exposta e diante dos perigos que a exposição mercurial pode vir a ter em mulheres, esse estudo objetiva avaliar o perfil epidemiológico e clínico de mulheres ambientalmente expostas ao mercúrio na região do Baixo Tapajós, Pará. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e quantitativo, que foi realizado com base nos dados coletados no período de 2015 a 2019. A amostra populacional do presente estudo é de 327 mulheres, residentes nas áreas urbana, ribeirinha e do planalto da região do Baixo Tapajós. Para os fins da pesquisa foram coletadas e analisadas as variáveis: sociais, demográficas, alimentares, antropométricas, clínicas e laboratoriais. Também foi feita a análise da concentração do mercúrio no sangue, considerando como “expostas” as mulheres com mais 10 μg/L de mercúrio. Foi feita a análise estatística descritiva e inferencial destas variáveis no software Statistical Package for Social. Com base na análise de dados proposta os resultados demonstraram que 73,4% (n=240) das mulheres apresentaram níveis de mercúrio acima de 10 μg/L, dessas 81,1% apresentaram escolaridade básica e desenvolviam atividades ocupacionais relacionadas a pesca (93,1%) e a agricultura (88,6%). Entre essas mulheres expostas 70,5% (n=155) estavam em idade fértil, no entanto, as mulheres com mais 50 anos foram as participantes com maior valor de média de mercúrio no sangue de 41,4±51,3 μg/L e mediana de 21,2 μg/L. Evidenciou-se que 87,3% (n=145), ou seja, mais da metade das mulheres, residiam nas áreas dos rios e estavam expostas a níveis altos de mercúrio. Sobre os sintomas foram mais frequentes os relacionados aos sistemas nervoso e muscular, chama a atenção que a frequência de sintomas foi três vezes maior entre as mulheres expostas a níveis altos de mercúrio. Na avaliação antropométrica evidenciou-se a predominância de 56,9% (n=124) de mulheres com sobrepeso/obesidade, dessas 79% (n=98) estavam com níveis de mercúrio acima de 10 μg/L, com valor médio de  46,6±59,6 μg/L. Com relação a pressão arterial,  49,3% (n=100) das mulheres apresentaram níveis de pressão arterial ≥140x90mmHg, dessas 82% (n=82) apresentaram valores de mercúrio acima de 10 μg/L. Ressalta-se que a proporção de mulheres com sobrepeso/obesidade foram mais de três vezes maior entre as mulheres com níveis altos de mercúrio, assim como, a pressão arterial alterada que foi 4,5 vezes mais frequente no subgrupo de mulheres expostas. Os resultados da presente pesquisa demonstram um perfil de alta exposição mercurial em mulheres em idade fértil, ainda retrata a forte influência de fatores ligados a vulnerabilidade social, isolamento geográfico e alto consumo de peixes para a exposição de mulheres ao mercúrio. Os resultados também apontam a presença de indícios dos efeitos negativos da exposição mercurial na saúde das mulheres, o que instiga o desenvolvimento de mais estudos voltados para dimensioná-los. Diante desse panorama de saúde precisam ser planejadas ações para a intervenção e controle da exposição mercurial da população na Amazônia, para tanto o que deve ser considerado é a complexa relação estabelecida entre a população e o meio ambiente. O perfil social e econômico dessa população segue a influência do campo, floresta e das águas, logo soluções que se proponham a coibir o consumo de peixes tem por tendência a serem impraticáveis, ainda mais por desconsiderarem a vulnerabilidade social dessa população. Para o êxito no controle e monitoramento do mercúrio, devem ser traçadas estratégias adequadas as especificidades do território e da população, para tanto, a participação e empoderamento popular sobre as questões envolvendo o mercúrio, saúde e meio ambiente são fundamentais para o êxito desse processo, sendo o primeiro passo o acesso à informação.


  • Mostrar Abstract
  • Mercury is a heavy metal that causes harm to human health, mercury exposure occurs through means such as burning amalgam and in the feeding of fish contaminated by mercury. Women of childbearing age, pregnant or breastfeeding are part of the risk group and must be monitored; in order above all to avoid the effects of the consumption of contaminated fish, which can generate a clinical picture of: muscle weakness, infertility, hormonal dysregulation, polycystic ovary syndrome. Furthermore, the effects of mercury exposure affect the fetus in the intrauterine period, contributing to delays and/or damage to the nervous system, congenital malformations, and miscarriages. In the Brazilian Amazon, there is an interest in investigating mercury exposure, given the anthropic mining activities in the region, as well as the presence of contaminated fish that add risks to the health of the population, mainly due to the high consumption of fish by people in the Amazon region. . Understanding that in the Lower Amazon region there is an environmentally exposed population and given the dangers that mercury exposure can cause to women, this study aims to assess the epidemiological and clinical profile of women environmentally exposed to mercury in the Lower Amazon region, Pará. This is a descriptive, cross-sectional and quantitative study, which will be carried out based on data collected from 2016 to 2019 from 327 women living in the urban and riverside area of Santarém, in the Lower Amazon region. For this, the analysis of social, demographic, food, anthropometric, clinical and laboratory variables will be carried out. As well as the analysis of the concentration of mercury in the blood, considering "exposed" women with more than 10 μg/L of mercury in their blood, following the reference values established by the World Health Organization. Descriptive statistical analysis and of these variables in the Statistical Package for Social software. It is hoped that the data acquired in this study will serve to characterize the exposure profile of women in the region, as well as indicate the dangers of mercury to future pregnancies of exposed women.

5
  • ROMULO JOSÉ DE SOUSA
  • Estudo comparativo da sobrevida entre pacientes com meduloblastoma operados em um centro de referência oncológica e outros hospitais

  • Orientador : MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • SANDRA LAYSE FERREIRA SARRAZIN
  • RICARDO BEZERRA DE OLIVEIRA
  • LEOMARA ANDRADE DA SILVA
  • Data: 16/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O meduloblastoma (MB) é o tumor cerebral maligno mais comum da infância, representando aproximadamente 15-20% de todos os tumores do sistema nervoso central (SNC) que acometem a população pediátrica. A sobrevida de crianças com meduloblastoma eleva-se de maneira significativa quando é empregado o tratamento combinado de cirurgia, radioterapia e quimioterapia. O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a sobrevida entre pacientes com diagnóstico de meduloblastoma operados em um centro de referência oncológica (INCA/RJ – Instituto Nacional de Câncer/Rio de Janeiro/RJ) em comparação com hospitais públicos e privados que encaminharam seus pacientes para tratamento adjuvante (após a cirurgia) para o INCA. Foi descrita uma coorte retrospectiva, de ambos os gêneros, com diagnóstico histopatológico de meduloblastoma, com idades entre 3 e 18 anos, matriculados do setor de Oncologia Pediátrica do Instituto Nacional do Câncer/RJ (INCA/RJ). A coorte descreveu os casos ocorridos entre os anos 2010 a 2021. Considerando os dados demográficos é possível verificar que a maioria é do sexo masculino (55,4%), de etnia branca e parda empatados com 43,1% e 64,6%, respectivamente. Ademais, 95,4% dos pacientes foram submetidos à radioterapia e 87,7% à quimioterapia. Quanto à sobrevida, pacientes operados no INCA/RJ apresentaram uma sobrevida livre de doença maior que os operados fora deste centro de referência e quanto ao tempo de sobrevida global, verificou-se não haver significância estatística entre os dois grupos estudados.


  • Mostrar Abstract
  • Medulloblastoma (MB) is the most common brain malignancy of childhood, repre-senting approximately 15-20% of all central nervous system (CNS) tumors that affect the pediatric population. The survival of children with medulloblastoma increases significantly when the combined treatment of surgery, radiotherapy and chemother-apy is used. The main objective of this study was to evaluate survival among pa-tients diagnosed with medublastoma operated in an oncology referral center (IN-CA/RJ – Instituto Nacional de Câncer/Rio de Janeiro/RJ) in comparison with public and private hospitals that visit their patients for treatment. adjuvant (after surgery) for INCA. A retrospective cohort of both genders was described, with histopathological diagnosis of both medulloblastoma, ages between 3 and 18 years, enrolled in the Pediatric Oncology sector of the Instituto Nacional do Câncer/RJ (INCA/RJ). Most of the ethnicities described are the events that occurred between the years 2010 to 2021. Considering the data of male cases, it is possible to verify that it is male (55.4%), and mixed with 43.1% and 44, 6% respectively. In addition, 95.4% of pa-tients were selected for radiotherapy and 87.7% for chemotherapy. How many, pa-tients operated at INCA/RJ showed a lifetime about how many life groups have no meaning about this referral center and disease overall survival time, about the major-ity between the two groups studied.

6
  • CAMILA CASTILHO MORAES
  • Avaliação da atividade antimalárica in vivo do extrato acetônico do resíduo industrial de andiroba (Carapa guianensis)


  • Orientador : WALDINEY PIRES MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO HUMBERTO HAMAD MINERVINO
  • LINCOLN LIMA CORREA
  • THALIS FERREIRA DOS SANTOS
  • WALDINEY PIRES MORAES
  • Data: 23/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • A malária é uma doença infecciosa, negligenciada, endêmica em mais de 85 países, responsável por mais de 241 milhões de casos, considerada um dos maiores problemas econômicos e sociais do mundo. NoBrasil, em 2020 foram notificados 143.395 casos da doença. OPlasmodium falciparum e Plasmodium vivax, são principais responsáveis pela maioria dos casos da doença. A erradicação da malária é de interesse global, no entanto, a falta de uma vacina, o aparecimento de parasitas resistentes e sua grande endemicidade dificultam esse controle, e justificam a busca por novas moléculas bioativas para a produção de novos fármacos com potencial antimalárico. Deste modo, esta pesquisa avaliou a atividade antimalárica in vivo do extrato acetônico de Carapa guianensis, assim como sua toxicidade aguda, análise de sobrevivência e análise dos parâmetros hematológicos. O resíduo industrial de Carapa guianensis foi fornecido pela empresa extratora de óleo vegetal AmazonOil localizada na cidade de Ananindeua-PA. A análise da composição química de Carapa guianensis, foi feita por meio da Cromatografia líquida de ultra eficiência acoplada a espectrometria de massas sequencial (EM-EM). A avaliação da toxicidade in vivo em camundongos BALB/c foi realizada conforme o Guia OECD.Para se avaliar a atividade antimalárica in vivo foram utilizados camundongos da linhagem BALB/c, infectados com aproximadamente 106 eritrócitos parasitadospelo P. berghei recebendo tratamento no 4º dia após a inoculação, foram tratados durante 7 dias consecutivos e submetidos a coleta sanguínea para determinação dos parâmetros hematológicos. A caracterização química identificou limonóides como composto majoritários sendo eles methyl angolensate (21,17%) e 6α-acetoxygedunin (12,38%). A dose tóxica aguda do extrato acetônico de Carapa guianensis foi superior a 2000 mg/kg em camundongos BALB/c, sendo classificado na categoria 5 do Globally Harmonized Classification System (GHS). As doses do extrato acetônico (100 e 200 mg/kg/dia) reduziram significamente a parasitemia induzida pelo P. Berghei, assim como, obtiveram um resultado importante na avaliação de sobrevida dos camundongos. Diante do exposto, o extrato acetônico de Carapa guianensis, um produto natural da Amazônia apresentou potencial antimalárico seguro e promissor candidato às novas pesquisas complementares.

     


  • Mostrar Abstract
  • Malaria is an infectious disease, neglected, endemic in more than 85 countries, responsible for more than 241 million cases, considered one of the biggest economic and social problems in the world. In Brazil, in 2020, 143,395 cases of the disease were reported. Plasmodium falciparum and Plasmodium vivax are primarily responsible for most cases of the disease. Malaria eradication is of global interest, however, the lack of a vaccine, the emergence of resistant parasites and their high endemicity make this control difficult, and justify the search for new bioactive molecules for the production of new drugs with antimalarial potential. Thus, this research evaluated the in vivo antimalarial activity of the acetone extract of Carapa guianensis, as well as its acute toxicity, survival analysis and analysis of hematological parameters. The industrial residue of Carapa guianensis was supplied by the vegetable oil extractor company AmazonOil located in the city of Ananindeua-PA. The analysis of the chemical composition of Carapa guianensis was performed using ultra-performance liquid chromatography coupled to sequential mass spectrometry (MS-MS). Assessment of in vivo toxicity in BALB/c mice was performed according to the OECD Guide. To evaluate the antimalarial activity in vivo, BALB/c mice were used, infected with approximately 106 erythrocytes parasitized by P. berghei receiving treatment on the 4th day after inoculation, treated for 7 consecutive days and submitted to blood collection to determine the hematological parameters. The chemical characterization identified limonoids as the major compounds being methyl angolensate (21.17%) and 6α-acetoxygedunin (12.38%). The acute toxic dose of acetone extract of Carapa guianensis was higher than 2000 mg/kg in BALB/c mice, being classified in category 5 of the Globally Harmonized Classification System (GHS). The doses of acetone extract (100 and 200 mg/kg/day) significantly reduced P. Berghei-induced parasitaemia, as well as obtaining an important result in the evaluation of mouse survival. In view of the above, the acetone extract of Carapa guianensis, a natural product from the Amazon, presented a safe antimalarial potential and a promising candidate for further complementary research.

7
  • DANIELE FERREIRA DA SILVA
  • Reaproveitamento de resíduo madeireiro de Handroanthus serratifolius como proposta de formulação tópica a base de manteiga vegetal de Astrocaryum murumuru com potencial antibacteriano

  • Orientador : GABRIELA BIANCHI DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • SILVIA KATRINE RABELO DA SILVA
  • GABRIELA BIANCHI DOS SANTOS
  • MADSON RALIDE FONSECA GOMES
  • EDILENE GADELHA DE OLIVEIRA
  • Data: 29/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • É crescente a busca por novos produtos naturais com propriedades antimicrobianas no combate às bactérias multirresistentes como Staphylococcus aureus, responsável por várias doenças, incluindo infecções dermatológicas. Algumas plantas utilizadas na medicina tradicional são  candidatas na prospecção de bioativos antibióticos, com ênfase às espécies de ipês que apresentam diversificadas propriedades biológicas, devido sua composição química majoritária de naftoquinonas como lapachol. Com isso, aliado ao potencial medicinal de Handroanthus serratifolius (ipê amarelo) à necessidade de extração de compostos de novas fontes, este estudo teve o objetivo de obter e caracterizar extrato vegetal proveniente do reaproveitamento de resíduo madeireiro de H. serratifolius para desenvolver uma formulação semissólida com ação antibacteriana. Para isso, a serragem de H. serratifolius foi caracterizada e apresentou teor de umidade e cinzas totais dentro dos limites aceitáveis para garantir a qualidade da amostra e classificação de pó moderadamente grosso. Foram obtidos 3 extratos, aquoso a partir de decocção da amostra, hidroalcoólico da maceração em álcool 70% e etanólico de maceração em álcool etílico absoluto. Foram liofilizados para gerar extratos secos brutos, cuja caracterização fitoquímica demonstraram presença de quinonas, antraquinonas e esteroides, e somente o extrato aquoso revelou taninos. Além disso, à cromatografia de camada delgada foi verificada a existência de lapachol na composição química de todos os extratos. Posteriormente, esses foram submetidos ao teste antimicrobiano para detectar a concentração mínima inibitória (CMI) e concentração mínima bactericida (CMB) frente às bactérias patogênicas de pele: S. aureus, S. aureus MRSA, S. pyogenes, E. faecalis, E. coli e P. aeruginosa, nos quais somente bactérias gram-positivas se mostraram sensíveis, destacando-se o extrato aquoso com melhor desempenho bactericida ao maior número de cepas testadas, tendo S. pyogenes mais sensível com CMI de 0,156 mg/mL e CMB de 0,62 mg/mL. Portanto, 1% do extrato seco aquoso foi incorporado à formulação semissólida à base de manteiga de trocaryum murumuru, de pH de 5,8 compatível ao uso em peles e mucosas. A microscopia de luz polarizada da formulação revelou presença de cristais líquidos de fase hexagonal, podendo permitir a sustentação da liberação dos ativos por um maior intervalo de tempo. Além disso, a formulação se mostrou estável durante 90 dias, independente da temperatura de armazenamento, e manteve atividade antibacteriana contra bactérias sensíveis ao extrato aquoso. Ademais, comparações entre formulação com 1% de extrato e uma formulação com 0,5% de lapachol nas mesmas condições, demonstrou-se que ambas exibem ação antibacteriana satisfatória a S. aureus, cujo extrato é eficiente tão quão a substância isolada (p>0,05). Na previsão in silico de sensibilização da pele, dos componentes identificados na formulação, somente lapachol apresentou alerta de sensibilizador cutâneo a indivíduos suscetíveis, pelo método Bayesiano. Entretanto, não houve sinais de risco tóxico à pele na base de dados do Toxtree, assim, permitindo assegurar o uso tópico. Diante disso, este estudo contribuiu para evidenciar a proposta alternativa de formulação fitoterápica antibacteriana para infecções cutâneas, enfatizando a qualidade dos resíduos desprezados pelo setor madeireiro como uma potencial fonte de extração de compostos bioativos


  • Mostrar Abstract
  • There is a growing search for new natural products with antimicrobial properties to combat multi-resistant bacteria such as Staphylococcus aureus, responsible for several diseases, including dermatological infections. Some plants used in traditional medicine are candidates in the prospection of antibiotic bioactives, with emphasis on Handroanthus serratifolius (yellow ipê) that have diverse biological properties, due to their chemical composition with naphthoquinones and lapachol. This study aimed to obtain and characterize plant extracts from the reuse of wood residue from H. serratifolius to develop a semi-solid formulation with antibacterial action. For this, It was used the sawdust of H. serratifolius that presented moisture content and total ash within acceptable limits to ensure sample quality and moderately coarse dust classification. Three extracts were obtained, aqueous from the decoction of the sample, hydroalcoholic from maceration in 70% alcohol and ethanolic from maceration in absolute ethyl alcohol. They were lyophilized to generate crude dry extracts, whose phytochemical characterization showed quinones, anthraquinones and steroids. Only in aqueous extract revealed tannins. It was used thin layer chromatography in the chemical composition of all extracts to verify the presence of lapachol. Subsequently, these were submitted to the antimicrobial test to detect the minimum inhibitory concentration (MIC) and minimum bactericidal concentration (MBC) against pathogenic skin bacteria: S. aureus, S. aureus MRSA, S. pyogenes, E. faecalis, E. coli and P. aeruginosa, where gram-positive bacteria were showed sensitive. The aqueous extract stood out with better bactericidal performance in the largest number of strains tested, with S.pyogenes being more sensitive with MIC of 0,156 mg/mL and MBC of 0,625 mg/mL. Thus, 1% of the aqueous dry extract was incorporated into the semi-solid formulation based on Astrocaryum murumuru butter, with a pH of 5,8, compatible for use on skin and mucous membranes. The polarized light microscopy of the formulation revealed the presence of liquid crystals with a hexagonal phase, which could allow the sustained release of the actives for a longer period of time. The formulation was shown to be stable for 90 days, regardless of storage temperature, and maintained antibacterial activity against bacteria sensitive to the aqueous extract. Comparisons between a formulation with 1% of extract and a formulation with 0.5% of lapachol, under the same conditions, it was shown that both exhibit satisfactory antibacterial action against S. aureus, whose extract is as efficient as the isolated substance (p> 0.05). In silico prediction to skinsensitization, the components identified in the formulation, the lapachol presented a skin sensitizer alert to susceptible individuals, by the Bayesian method. However, there were no signs of toxic skin risk in the Toxtree database, thus allowing for the assurance of topical use. Therefore, this study contributed to highlight the alternative proposal of an antibacterial herbal formulation for skin infections, emphasizing the quality of waste discarded by the wood sector as a potential source of extraction of bioactive compounds.

8
  • PATRÍCIA GABRIELLY DA SILVA PIRES
  • Atividade antiedematogênica e antinociceptiva do óleo essencial de Pectis elongata Kunth

  • Orientador : RICARDO BEZERRA DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELENN SUZANY PEREIRA ARANHA
  • LEOMARA ANDRADE DA SILVA
  • MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • RICARDO BEZERRA DE OLIVEIRA
  • Data: 19/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem por objetivo investigar as propriedades anti-inflamatórias e analgésicas do óleo essencial de Pectis elongata Kunth; uma erva aromática pertencente à família Asteraceae, muita utilizada pelas comunidades tradicionais no tratamento da dor e inflamação. Ela possui em sua composição dois componentes majoritários isômeros do citral (neral e geranial), monoterpenos com ação anti-inflamatória e analgésica já descritas na literatura. A principal hipótese investigada neste trabalho é de que o óleo essencial obtido da Pectis elongata pode servir de alternativa à terapia padrão para o tratamento da dor e inflamação, uma vez que estas classes de fármacos convencionais podem possuir muitas reações adversas levando a não adesão ao tratamento pelos pacientes. A identificação dos componentes neral e geranial, presentes em outras espécies vegetais, como responsáveis por suas propriedades analgésicas e anti-inflamatórias estabelecidas na literatura, é uma forte evidência de que a Pectis elongata, espécie nativa e abundante na Amazônia, poderia servir de solução ao problema apresentado. Essa hipótese será investigada através dos testes in vivo de edema de pata induzido por λ-carragenina, para identificar ação anti-inflamatória e teste de formalina, onde se verifica ação antinociceptiva (dor). Serão utilizados ratos (n= 30) da linhagem Wistar, para o teste de edema de pata e camundongos (n=30) da linhagem Swiss, para o teste de formalina, os quais serão divididos em 6 grupos com 5 animais cada. Os resultados serão analisados estatisticamente, em ambos os testes, pela análise de  variância ANOVA seguido do teste de Tukey, com intervalos de confiança de 5%. Valores de p ≤ 0.05 serão considerados estatisticamente significativos.


  • Mostrar Abstract
  • The present work aims to investigate the anti-inflammatory and analgesic properties of the essential oil of Pectis elongata Kunth; an aromatic herb belonging to the Asteraceae family, widely used by traditional communities to treat pain and inflammation. It has in its composition two major components, citral isomers (neral and geranial), monoterpenes with anti-inflammatory and analgesic action already described in the literature. The main hypothesis investigated in this work is that the essential oil obtained from P. elongata can serve as an alternative to standard therapy for the treatment of pain and inflammation, since these classes of conventional drugs can have many adverse reactions leading to non-adherence to the treatment by the patients. The identification of the neral and geranial components, present in other plant species, as responsible for their analgesic and anti-inflammatory properties established in the literature, is a strong evidence that Pectis elongata, a native and abundant species in the Amazon, could serve as a solution to problem presented. This hypothesis will be investigated through in vivo tests of paw edema induced by λ-carrageenan, to identify anti-inflammatory action and formalin test, where antinociceptive action (pain) is verified. Rats (n=30) of the Wistar lineage will be used for the paw edema test and mice (n=30) of the Swiss lineage will be used for the formalin test, which will be divided into 6 groups with 5 animals each. The results will be statistically analyzed, in both tests, by analysis of variance ANOVA followed by Tukey test, with confidence intervals of 5%. Values of p ≤ 0.05 will be considered statistically significant.

9
  • GESSICA ALEANE MORAES ESQUERDO
  • AVALIAÇÃO DA INIBIÇÃO ENZIMÁTICA IN VITRO E DA ATIVIDADE ANTIDIABÉTICA IN VIVO DO ÓLEO ESSENCIAL DA Cyperus articulatus L.

  • Orientador : TANIA MARA PIRES MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARINA SMIDT CELERE MESCHEDE
  • MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
  • TANIA MARA PIRES MORAES
  • TIAGO SANTOS SILVEIRA
  • Data: 27/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • O diabetes mellitus é uma doença metabólica resultado de defeitos da secreção ou da ação da insulina, sendo uma condição crônica e um grave problema de saúde pública que pode causar graves complicações podendo levar a morte. É importante ressaltar os altos custos relacionados ao seu controle, tratamento e os inúmeros efeitos adversos causados pelos medicamentos e o uso popular de plantas medicinais, evidenciando a necessidade de desenvolvimento de novas moléculas bioativas para a produção de novos fármacos com potencial antidiabético para tratar essa doença. Nesse contexto, o presente trabalho estudou o óleo essencial obtido de rizomas de Cyperus articulatus L. (OECA) para investigar sua composição química, toxicidade oral aguda, inibição enzimática in vitro e atividades antidiabética in vivo, respectivamente e fundamentar seu possível uso como alternativa terapêutica no tratamento de diabetes. A análise da composição química do OECA coletados na fazenda experimental da UFOPA, na região do Tabocal no município de Santarém, Pará, Brasil, foi realizada utilizando um cromatógrafo a gás Agilent HP-6890, e a avaliação da toxicidade oral AGUDA in vivo em camundongos Swiss conforme recomenda o Guia OECD. A inibição enzimática in vitro, utilizando as enzimas α-glicosidase e lipase, foram feitas em espectrofotômetro, e a avaliação da atividades antidiabética in vivo utilizando camundongos da linhagem Swiss os quais foram induzidos ao diabetes experimental com a droga diabetogenica aloxana e tratados com OECA por gavagem durante 14 dias de tratamento, a glicemia e os parametros fisiologicos foram mensurados durante o 3º, 7º e 14º dias de tratamento e foram submetidos a coleta de sanguinea para determinação dos parametros bioquimicos. A caracterização química por GC-MS possibilitou a identificação de 24 compostos apresentando a mustacona como composto majoritário. A dose tóxica aguda do OECA é maior que 2000 mg/kg em camundongos Swiss, classificando-a na categoria 5 do Globally Harmonized Classification System (GHS). In vitro, o OECA apresentou baixo potencial de inibição enzimatica com a media (IC50 =6,4%) frente à enzima α-glicosidase e a media (IC50 =3l,1 %) frente a enzima lipase. In vivo, reduziu significamente (p< 0,001) os níveis de glicemia e, consequentemente, observou-se melhora dos parâmetros bioquímicos nas doses de 100 e 200 e 400 mg/kg/dia. Portanto o OECA é um produto natural extraído da Amazônia que, neste estudo apresentou potencial antidiabético seguro e promissor em camundongos e possivelmente candidato a desenvolvimento de novos fármacos, sendo necessários estudos complementares.


  • Mostrar Abstract
  • Diabetes mellitus is a metabolic disease resulting from defects in insulin secretion or action, being a chronic condition and a serious public health problem that can cause serious complications that can lead to death. It is important to emphasize the high costs related to its control with treatment and the numerous side effects caused by medications and the popular use of medicinal plants, highlighting the need to develop new bioactive molecules for the production of new drugs with antidiabetic potential to treat this disease. In this context, the present work studied the essential oil obtained from the rhizomes of Cyperus articulates L. (OECA) to investigate its chemical composition, acute oral toxicity, in vitro enzyme inhibition and in vivo antidiabetic activities, respectively, and to support its possible use as a therapeutic alternative in the treatment of diabetes. The analysis of the chemical composition of the OECA collected in the experimental farm of UFOPA, in the region of Tabocal in the municipality of Santarém, Pará, Brazil, was carried out using an Agilent HP-6890 gas chromatograph, the evaluation of ACUTE oral toxicity in vivo in mice Swiss according to the OECD Guide, after the enzymatic inhibition in vitro, using the enzymes α-glucosidase and lipase, and their readings were made in a spectrophotometer, in vivo using mice of the Swiss strain that were induced to experimental diabetes with the diabetogenic drug alloxan and treated with OECA by gavage during 14 days of treatment, blood glucose and physiological parameters were measured during the 3rd, 7th and 14th day of treatment and blood samples were collected to determine the biochemical parameters. Chemical characterization by GC-MS allowed the identification of 24 compounds with mustacone as the major compound. The acute toxic dose of OECA is greater than 2000 mg/kg in Swiss mice, classifying it in category 5 of the Globally Harmonized Classification System (GHS). In vitro, OECA has a low potential for enzymatic inhibition with the mean (IC50 =6.4%) against the α-glucosidase enzyme and the mean (IC50 =31.1%) against the lipase enzyme. In vivo, it significantly reduced (p< 0.001) blood glucose and, consequently, improved biochemical parameters at doses of 100 and 200 and 400 mg/kg/day. Therefore, OECA is a natural product extracted from the Amazon that presented safe, promising antidiabetic potential and a candidate for the development of new drugs, requiring further studies.

10
  • HERMAN ASCENÇÃO SILVA NUNES
  • NANOEMULSÃO CONTENDO ÓLEO ESSENCIAL DE Pectis elongata Kunth: POTENCIAL ANTIMICROBIANO, ANTI-INFLAMATÓRIO E ESTIMULANTE DO PROCESSO CICATRICIAL DE FERIDAS CUTÂNEAS

  • Orientador : SANDRA LAYSE FERREIRA SARRAZIN
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KARIANE MENDES NUNES
  • RICARDO BEZERRA DE OLIVEIRA
  • SANDRA LAYSE FERREIRA SARRAZIN
  • TIAGO SANTOS SILVEIRA
  • Data: 04/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Pectis elongata Kunth, é uma planta herbácea, conhecida no Norte do Brasil como "cuminho-bravo", "alecrim limão" ou "alecrim-bravo". É uma espécie rica em óleo essencial, que apresenta como constituinte majoritário o citral; componente com reconhecidas propriedades farmacológicas. No entanto, sabe-se que óleos essenciais apresentam baixa solubilidade e alta volatilidade, limitando o uso como agente terapêutico. Dessa forma, a inserção de óleos essenciais em sistemas nanoestruturados, tais como nanoemulsões, pode configurar uma alternativa promissora para contornar as limitações relacionadas à sua utilização. No presente estudo, nossa proposta foi avaliar a eficiência do processo de nanoemulsificação do óleo essencial de P. elongata sobre a retenção de seus principais constituintes voláteis, bem como sobre suas propriedades antimicrobiana, anti-inflamatória e estimulante do processo cicatricial de feridas cutâneas. Para isso, na primeira etapa, após a obtenção do óleo essencial por hidrodestilação, realizou-se o processo de nanoemulsificação utilizando o método de baixo aporte de energia e Tween80 como surfactante, resultando em partículas com tamanho nanométrico (109,7 ± 1,4 nm), baixo índice de polidispersão (0,182 ± 0,00) e potencial zeta negativo (-32,3 ± 1,2 mV). Estes resultados caracterizam-na como uma nanoemulsão com distribuição uniforme de tamanhos e forças de repulsão forte o suficiente para impedir a coalescência entre partículas; propriedades que garantem sua estabilidade física. Para investigar a proteção exercida pelo sistema nanoestruturado frente à volatilização dos principais componentes presentes no óleo essencial de P. elongata, determinamos a composição química do óleo livre e nanoemulsificado, utilizando técnicas de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas. Nesta etapa, as amostras foram armazenadas sob temperatura de 25°C, durante o período de 12 meses, sendo as análises químicas das nanoemulsões realizadas nos tempos 0, 7, 15, 60 e 360 dias pós-preparo. Os resultados apontaram o citral como constituinte majoritário para todas as amostras analisadas onde, no óleo livre, a concentração deste composto foi determinada em 92,5%; e no sistema nanoestruturado, nos tempos pós-preparo citados, a concentração de citral foi determinada em 92,8%, 92,6%, 90,8,0%, 95,7% e 78,9%, respectivamente. Na etapa seguinte, utilizamos o método de microdiluição em caldo para determinar a Concentração inibitòria Mínima (CIM) e Concentração Bactericida Mínima (CBM) do óleo essencial nanoestruturado, frente à bactérias de interesse em saúde pública, que interferem no processo de cicatrização de feridas cutâneas. As cepas padrões selecionadas para estudo foram: Streptococcus pyogenes S012, Staphylococcus epidermidis S010 e Staphylococcus aureus S008. Neste teste, optou-se por avaliar o potencial antimicrobiano de nanoemulsões estocadas a 25°C, nos tempos iniciais e finais do período de armazenamento (0 e 360 dias, respectivamente). Verificou-se não haver perdas significativas de seu potencial antimicrobiano após 360 dias de armazenamento. Por fim, a atividade anti-inflamatória foi avaliada pelo teste de edema de pata induzido por carragenina, e o potencial estimulante do processo cicatricial foi avaliado sobre feridas cutâneas induzidas por incisão cirúrgica. A atividade antiinflamatória da nanoemulsão foi observada somente para a dose de 10 mg mL-1, apresentando redução significativa do edema, quando comparado ao controle negativo (água destilada). Já nos resultados da cicatrização, não foram observados nenhum aumento significativo no porcentual de contração de feridas, quando comparadas ao controle negativo (solução salina estéril). A partir destes resultados, é  possível sugerir que o processo de nanoestruturação do óleo essencial de P. Elongata, utilizando a técnica de baixo aporte de energia, foi capaz de produzir uma nanoemulsão fisicamente estável, apresentando eficácia tanto em manter suas propriedades químicas, quanto em preservar suas propriedades biológicas, inibindo o crescimento de microorganismos e modulando a resposta inflamatória induzida por carragenina. Por outro lado, nas concentrações avaliadas, a nanoemulsão não foi capaz de acelerar o processo de contração de feridas cutâneas.


  • Mostrar Abstract
  • Pectis elongata Kunth, Asteracea, is an herbaceous plant, known in Northern Brazil as "wild cuminho", "lemon rosemary", "cuminho" or "wild rosemary". It is a species rich in essential oil, whose major constituent is citral, a component with recognized antifungal, anti-inflammatory, analgesic, sedative, antibacterial properties, among others. In this project, our proposal is to evaluate the efficiency of the nanoemulsification process of P. elongata essential oil on the retention of its main volatile constituents and antimicrobial, anti-inflammatory and stimulating properties of the healing process of skin wounds. For this, in the first step, already carried out, the essential oil of P. elongata was found by hydrodistillation and the nanoemulsification process carried out by the low-energy method. The essential oil yield was determined in 1% w/v. The chemical composition of the free and nanoemulsified oil was provided by gas chromatography coupled with mass spectrometry, which pointed out citral as the major constituent for both as analyzed: free (92,5%) and nanoemulsified oil (94,8%, 96,8% e 82%, respectively). In the next step, we will carry out the analysis of the chemical composition of the nanoemulsion at times 30 and 60 days after preparation. The antimicrobial potential of the essential oil and nanoemulsified will be evaluated by agar disk-diffusion and broth microdilution methods, the anti-inflammatory potential will be evaluated by the carrageenan-induced paw edema test and the stimulating potential of the healing process evaluated on skin wounds induced by surgical incision. We hope that the P. elongata essential oil nanoemulsification process will be effective both in maintaining its chemical properties and in preventing the growth of microorganisms, modulating the inflammatory response and promoting the healing process of skin wounds.

SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1sigaa