Banca de DEFESA: BRUNA CRISTINE MARTINS DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNA CRISTINE MARTINS DE SOUSA
DATA : 28/07/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Sala Virtual
TÍTULO:

Composição química e atividade biológica de extratos de plantas de Dipteryx punctata (S.F. Blake) Amshoff oriundas de Mojuí dos Campos, Pará


PALAVRAS-CHAVES:

Cumaru; extratos vegetais; Fitoquímica; atividade antioxidante; controle alternativo. 


PÁGINAS: 34
RESUMO:

Dipteryx spp. pertencem à família Fabaceae, e suas árvores neotropicais são originárias de países da América Central e América do Sul. Dentre as espécies desse gênero, Dipteryx odorata destaca-se historicamente na Amazônia, pela comercialização de suas sementes e extração de cumarina, principal composto ativo e, Dipteryx punctata carece de estudos que detalhem sua descrição botânica, composição fitoquímica e atividades biológicas. Neste sentido, este trabalho teve por objetivo avaliar o perfil químico e as atividades antioxidante e antifúngica de extratos etanólicos de D. punctata. Foi realizada uma revisão sistemática sobre o gênero Dipteryx utilizando como bases de dados a SciELO e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Para as avaliações química e biológica, o material vegetal foi coletado em cinco áreas produtoras de sementes de cumaru, em Mojuí dos Campos, Pará. Os extratos foram obtidos via Soxhlet, tendo como solvente etanol a 92,8% destilado, com duração total de oito horas, calculando-se o rendimento ao final. As análises químicas dos extratos foram realizadas por Cromatografia em Camada Delgada (CCD), Cromatografia Gasosa acoplada a Espectrometria de Massas (CG-EM), e determinação de fenólicos e flavonoides. A atividade antioxidante foi realizada pela captura de radicais livres DPPH (2,2difenil-1-picril-hidrazil). A atividade antifúngica dos extratos foi avaliada em condições in vitro e in vivo. No ensaio in vitro, os extratos e o padrão de cumarina foram testados nas concentrações: 10%, 20%, 30%, 40% e 50% (p: v), adicionadas em meio batata-dextrose-ágar (BDA), sobre o fungo Colletotrichum musae, agente causal da doença antracnose em banana. O controle consistiu no crescimento do fungo apenas em meio BDA. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado (DIC), em esquema fatorial, com quatro repetições. As avaliações foram realizadas medindo-se o diâmetro médio das colônias, diariamente, durante oito dias. Com os dados das colônias, foram determinados o percentual de inibição do crescimento (PIC), índice de velocidade de crescimento micelial (IVCM) e a taxa de crescimento (Tx). No ensaio in vivo, os extratos e a cumarina foram testados nas concentrações de 40% e 50%, em aplicações preventiva e curativa. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado (DIC), em esquema fatorial, com três repetições. As avaliações foram realizadas medindo-se o diâmetro médio das lesões em intervalos de dois dias, até oito dias após a inoculação. Os dados obtidos nos ensaios antifúngicos foram submetidos à análise de variância e comparados pelo teste Tukey (p≤0,05), utilizando o software estatístico SISVAR 5.6. Estudos sobre o gênero Dipteryx estão mais restritos às espécies Dipteryx alata e Dipteryx odorata. Os maiores rendimentos dos extratos foram obtidos para os resíduos e sementes dos frutos. Os extratos das folhas, galhos, resíduos e sementes apresentaram as classes de terpenos, taninos condensados e hidrolisáveis, flavonoides e cumarina, bem como forte ação antioxidante. Os extratos dos galhos e resíduos dos frutos de D. punctata e o padrão de cumarina, ocasionaram as maiores inibições no crescimento do fitopatógeno in vitro e in vivo, todos os extratos foram eficazes, com destaque para a cumarina e para as aplicações preventivas das concentrações testadas. Os resultados obtidos para os extratos são promissores e fontes de investigação para desenvolvimento futuro de produtos naturais visando o controle da antracnose de maneira mais sustentável.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1776327 - THIAGO ALMEIDA VIEIRA
Interno - 1693122 - SERGIO DE MELO
Interno - 2143267 - JOSE MAX BARBOSA DE OLIVEIRA JUNIOR
Externa ao Programa - 1964235 - HELIONORA DA SILVA ALVES
Externa ao Programa - 1782945 - DENISE CASTRO LUSTOSA
Externa à Instituição - LYVIA JULIENNE SOUSA REGO
Externo à Instituição - ROGÉRIO EIJI HANADA - INPA
Notícia cadastrada em: 22/07/2022 01:01
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1sigaa