Banca de DEFESA: VERENA CIBELE SOARES MOURA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VERENA CIBELE SOARES MOURA
DATA : 06/09/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 319, Unidade Amazônia
TÍTULO:

IMPACTOS AMBIENTAIS URBANOS: ESFORÇOS DA PESQUISA BRASILEIRA E MAPEAMENTO E PERCEPÇÃO DE MORADORES NA CIDADE DE SANTARÉM, PARÁ


PALAVRAS-CHAVES:

Amazônia, Urbanização, Alterações ambientais, Cidades, Tendências e lacunas do conhecimento.




PÁGINAS: 185
RESUMO:

Nos dias atuais o mundo está se tornando cada vez mais urbano, sendo um dos processos mais marcantes na sociedade contemporânea. Essa crescente urbanização têm desencadeado impactos que afetam toda a relação entre o ambiente social e o natural. Com vistas a analisar essa relação, o presente trabalho divide-se em dois capítulos, onde o primeiro trata de uma análise cienciométrica dos estudos sobre impactos ambientais resultantes da urbanização no Brasil. No segundo, realizou-se um mapeamento e avaliou-se a percepção da população sobre impactos ambientais presentes na área urbana de Santarém, Pará, Brasil. Ambos os capítulos estão estruturados em formato de artigo de pesquisa. No capítulo I, foi realizada uma busca por artigos (análise cienciométrica) nas bases de dados Scielo (Scientific Electronic Library Online), Scopus Database (Elsevier) e Web of Science, publicados no período de 1971 a 2017. Foi verificada uma evolução espacial e temporal das publicações científicas, onde foram encontrados 319 artigos, estes começaram a ser publicados somente a partir de 1971. Constatou-se que houve uma relação forte positiva entre o número de trabalhos e o ano de publicação (r= 0,751; p < 0,001). A área de atuação dos pesquisadores com maior frequência de ocorrência foi a de ciências sociais aplicadas (n= 88; 28%), diretamente ligada ao componente impactado saúde, que foi o que obteve o maior quantitativo de artigos (n= 63; 20%), naturalmente, as revistas que mais publicaram também estiveram relacionadas com essa temática. A região sudeste foi a maior detentora de artigos (n= 107; 33%), bem como, a Mata Atlântica como seu bioma predominante (n= 125; 39%), resultados que reforçam a necessidade de descentralização das pesquisas dos grandes centros urbanos e expansão para as pequenas e médias cidades. No capítulo II, a espacialização dos impactos foi realizada através de uma base de dados georreferenciados a partir de visitas em campo, enfocando os principais impactos ambientais urbanos. Adicionalmente, foram realizadas entrevistas (com uso de questionário pré-estabelecido) aos moradores, a fim de averiguar a sua percepção ambiental, onde posteriormente foram realizadas análises com o auxílio dos softwares R e IRAMUTEQ. Constatou-se que, em toda a cidade, ocorrem impactos ambientais significativos, porém se sobressaíram os de caráter negativo. O bairro central possui características que diferem dos demais bairros de estudo, sendo desenvolvido na visão dos moradores, entretanto, também apresentando muitos impactos. Os bairros em expansão representam deficiências que existem em muitos bairros periféricos de Santarém-Pa, como no que se relaciona com a infraestrutura, resíduos sólidos e esgotamento sanitário, entende-se que para melhoria da qualidade ambiental urbana é necessário maior contribuição do poder público e dos próprios moradores.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - ANA ISABEL DA SILVA AÇO RENDA
Externa ao Programa - 1795814 - IZAURA CRISTINA NUNES PEREIRA COSTA
Presidente - 2143267 - JOSE MAX BARBOSA DE OLIVEIRA JUNIOR
Interno - 1776327 - THIAGO ALMEIDA VIEIRA
Externa ao Programa - 1776668 - YNGLEA GEORGINA DE FREITAS GOCH
Notícia cadastrada em: 27/08/2019 08:48
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2