Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA LUCIA MAIA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA LUCIA MAIA DA SILVA
DATA : 03/10/2019
HORA: 17:00
LOCAL: sala 319
TÍTULO:

LICENCIADOS EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS E A EDUCAÇÃO DO CAMPO: uma análise do conhecimento produzido na Amazônia


PALAVRAS-CHAVES:

Licenciado em Ciências Agrárias. Educação do campo. Sustentabilidade. Amazônia.


PÁGINAS: 102
RESUMO:

O presente estudo intitulado LICENCIADOS EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS E A EDUCAÇÃO DO CAMPO: uma análise do conhecimento produzido na Amazônia objetiva analisar os conhecimentos produzidos sobre a profissionalização do licenciado em Ciências Agrárias, a partir dos princípios da educação no campo, na corresponsabilidade da sustentabilidade nas comunidades rurais amazônicas. Assim, busca-se: i) mapear as produções de artigos acadêmicos relacionados à temática, no período de 2009-2018; ii) compreender os diálogos e as relações que estas produções apresentam sobre os conhecimentos técnico profissionais das Ciências Agrárias e os princípios da Educação do Campo em suas dimensões sociopolítica e pedagógica; iii) averiguar a importância do profissional da licenciatura em Ciências Agrárias na corresponsabilidade com a sustentabilidade das comunidades rurais Amazônicas; vi) diagnosticar os limites e as possibilidades da atuação profissional dos licenciados em Ciências Agrárias com a Educação do Campo. Dessa forma, adota-se como metodologia a pesquisa exploratório-descritiva (ENSSLIN et al., 2013), com base no Estado da Arte (FERREIRA, 2002). Para tanto, definiu-se como recorte temporal os últimos 10 anos, delimitando a produção acadêmica em artigos científicos catalogados no Google Acadêmico e no Web of Science/Coleção principal (Clarivate Analytics) e o Portal de Periódicos CAPES/MEC sobre a temática. Ressalta-se que por se tratar de uma pesquisa de caráter bibliográfico, do tipo estado da arte, dialogou-se com autores como Afonso et al. (2011), Ensslin et al. (2012; 2013; 2015) e Lacerda et al., (2012), que evidenciam o enquadramento metodológico desse tipo de pesquisa. O instrumento de intervenção utilizado foi Knowledge Development Process - Construtivist (Proknow-C), em suas quatro etapas constitutivas: (i) seleção do portfólio bibliográfico, no qual se adotou como palavras-chave: “Licenciados em Ciências Agrárias” e “Formação docente na educação do campo”; (ii) análise bibliométrica, em que se busca avaliar a tipologia, a quantidade e a qualidade das informações citadas da pesquisa; (iii) análise sistêmica, que consiste na interpretação de acordo com as lentes e critérios definidos pela pesquisadora, no caso em questão das lentes são campo teórico da educação do Campo e os critérios estão definidos nos objetivos; (iv) recomendações para a responder à pergunta da Pesquisa e ao objetivo geral da mesma. Como resultado parcial, o estudo em andamento aponta a necessidade de rupturas epistemológicas para um novo processo de construção do conhecimento e formação dos licenciados das Ciências Agrárias com o perfil apropriado para atuação em contextos da Educação do Campo e da produção e reprodução do campesinato. Numa análise preliminar, as publicações levantadas descrevem a necessidade de uma formação mista de pedagogos e técnicos agrícolas/agrônomos, que permitisse ensinar/aprendendo ou aprender/ensinando os filhos de agricultores. Espera-se que o estudo possa ampliar o campo conceitual da política afirmativa na Educação do Campo para a compreensão do papel sócio-político e pedagógico desse profissional licenciado em Ciências Agrárias na e para a região Amazônica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOANA D’ARC DE VASCONCELOS NEVES - UFPA
Interna - 115.081.242-72 - MARIA DE FATIMA MATOS DE SOUZA - UFPA
Externa ao Programa - 1278761 - SOLANGE HELENA XIMENES ROCHA
Presidente - 1030394 - TANIA SUELY AZEVEDO BRASILEIRO
Notícia cadastrada em: 27/09/2019 18:25
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2