Banca de DEFESA: DEIZE FREITAS PONTES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DEIZE FREITAS PONTES
DATA : 25/11/2019
HORA: 13:30
LOCAL: Campus Amazônia, sala 332.
TÍTULO:

HÁBITOS CULTURAIS, SAÚDE COLETIVA E O PROCESSO SAÚDE-DOENÇA EM COMUNIDADES TRADICIONAIS QUILOMBOLAS DO BAIXO AMAZONAS


PALAVRAS-CHAVES:

Cultura. Quilombo. Saúde. Doença.


PÁGINAS: 122
RESUMO:

A presente pesquisa reside nas formas culturais como as populações do interior da Amazônia lidam com questões de saúde, destacando-se as comunidades remanescentes de quilombos no Baixo Amazonas. As diversas sociedades afrobrasileiras existentes no Baixo Amazonas detêm formas variadas e complexas de lidar com a questão da saúde, cabendo ao pesquisador uma leitura social desses costumes e seus impactos na saúde humana. Por um tempo, falar de hábitos culturais não passava pela dimensão saúde, e sequer havia comentários ou estudos sobre o tema ao ponto de não haver percepção alguma de estudiosos de como certas práticas equivocadas desses hábitos poderiam afetar a saúde da coletividade. Diante disso, essa questão gerou a questão científica, a saber: quais os hábitos culturais que influenciam a qualidade da vida das pessoas, melhorando ou piorando, fortalecendo ou debilitando a saúde coletiva? Tendo por objetivo de nossa dissertação investigar sobre os hábitos culturais de quilombolas no processo saúde doença investigando pontos que vinculem as culturas dos moradores das comunidades focadas, meio ambiente em que eles vivem e como é promovida a saúde coletiva pela e junto à população, além dos aspectos associados que interferem na saúde e os recursos utilizados pelos quilombolas, de forma preventiva e curativa. Sendo assim, a pesquisa caracteriza-se como uma pesquisa de campo com abordagem qualitativa, focando em duas comunidades de remanescentes de quilombos, Arapucu, caracterizada como comunidade de terra firme e Muratubinha, caracterizada como comunidade de várzea, em Óbidos-PA). Ao final do processo de execução desta pesquisa espera-se, analisar as condições de saúde e doença dos comunitários, identificando os aspectos culturais na manutenção da identidade e saber local das comunidades, bem como instiga-los a valorização de seus recursos naturais.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2160202 - ALANNA DO SOCORRO LIMA DA SILVA
Externo à Instituição - AUGUSTO RODRIGUES DA SILVA JUNIOR - UnB
Presidente - 1794508 - ITAMAR RODRIGUES PAULINO
Interno - 1562643 - MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
Notícia cadastrada em: 19/11/2019 10:27
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2