Banca de DEFESA: TAMIRES SHEYENNE PEREIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TAMIRES SHEYENNE PEREIRA DA SILVA
DATA : 02/12/2019
HORA: 17:30
LOCAL: Sala 332 Unidade Amazônia
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA TRANSMISSÃO ORAL DA DOENÇA DE CHAGAS AGUDA, PELO CONSUMO DE AÇAÍ ARTESANAL, NO MUNICÍPIO DE ITAITUBA, PARÁ, NA AMAZÔNIA BRASILEIRA.


PALAVRAS-CHAVES:

Trypanosoma cruzi, Epidemiologia, Transmissão Oral, Açaí


PÁGINAS: 135
RESUMO:

A região amazônica brasileira, apresenta singularidade no seu processo saúde-doença, concentrando a maioria dos casos de doenças infecciosas e parasitárias, entre elas, a Tripanossomíase Americana (TA), popularmente conhecida como Doença de Chagas (DC), causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, configurando-se como relevante problema de saúde pública brasileira. No período de 2000 a 2010, foram registrados no Brasil 1.087 casos de doença de Chagas aguda, destes, cerca de 70% corresponderam a notificações por transmissão oral e 7% por transmissão vetorial, sendo o Pará o segundo maior estado causador da doença e primeiro no ranking de produção de açaí. Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo geral descrever a transmissão oral da doença de Chagas aguda no Município de Itaituba-PA, por meio do consumo de Açaí (euterpe oleracea, mart). Trata-se de uma pesquisa de campo, transversal, de método inquérito retrospectivo, com abordagens metodológicas qualitativa, quantitativa, descritiva e exploratória, desenvolvida na área urbana do município de Itaituba-PA, onde o trabalho está dividido em quatro capítulos distintos, apresentados em formas de artigos científicos, a respeito da temática em questão. O primeiro capitulo, discorrerá a respeito literatura publicada, sobre a transmissão oral da doença de chagas no estado do Pará, relacionada ao consumo de açaí, através da discussão de trabalhos relacionados a temática abordada, a fim de sustentar a hipótese referida, por meio de uma analise cienciométrica. O segundo capitulo, demonstrará a epidemiologia da doença de Chagas Aguda no estado do Pará e no município de Itaituba, através de um estudo retrospectivo dos últimos dez anos (2007 a 2017), com auxílio do Sistema Nacional de Agravos e Notificação (SINAN) da base de dados do SUS E-SUS e fichas de notificação da doença de chagas, armazenadas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Sanitária (NUVES) da Secretaria Municipal de Saúde de ItaitubaPA (SEMSA/ITB). O capitulo três, se sucederá há cerca da produção e manipulação da polpa de açaí, no campo de pesquisa e a percepção do consumidor, sobre fatores nutricionais, habito alimentar e formas transmissão da tripanossomíase americana (TA), por meio de um estudo descritivo, de caráter quali-quantitativo. Por conseguinte, o quarto e último capítulo, descreverá a qualidade do açaí produzido em Itaituba, a fim de investigar suas propriedades bioquímicas e microbiológicas, bem como investigar a presença de Tripanossoma cruzi em sua concentração, através de uma investigação biológica, a fim de demonstrar os riscos e/ou benefícios do açaí consumido no município de Itaituba, Brasil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2160202 - ALANNA DO SOCORRO LIMA DA SILVA
Interno - 1562643 - MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
Externo à Instituição - ANDREI DA SILVA FREITAS - IESPES
Notícia cadastrada em: 29/11/2019 17:12
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2