Banca de DEFESA: LARISSA DA SILVA SOARES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LARISSA DA SILVA SOARES
DATA : 16/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: sala 319- unidade Amazônia
TÍTULO:

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES DE TRABALHO GRAVES NO MUNICÍPIO DE SANTARÉM, PARÁ.

 


PALAVRAS-CHAVES:

Acidente de trabalho grave. Notificação. Saúde do trabalhador. Prevenção


PÁGINAS: 119
RESUMO:

Os acidentes de trabalho representam um dos principais desafios para a saúde pública no Brasil. Deles podem ocorrer lesões e sequelas que restringem a capacidade laborativa do trabalhador, além de afetar a produção da empresa e a economia devido aos altos gastos previdenciários. Apesar de possuir uma legislação acidentária robusta, o Brasil é um dos recordistas mundiais no que diz respeito a acidentes do trabalho. A notificação dos acidentes permite estimar a relação deste agravo sobre a saúde da população em um determinado território e, assim, planejar ações e estratégias voltadas para promoção e proteção da saúde dos trabalhadores. Com isso, o objetivo da pesquisa consistiu em caracterizar o perfil epidemiológico dos acidentes de trabalho graves notificados no município de Santarém (PA).  Trata-se de um estudo descritivo, transversal de abordagem quantitativa realizado com dados secundários provenientes dos registros de acidentes de trabalho graves notificados no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN NET) no período de 2011 a 2018. Os resultados foram sistematizados em planilhas, analisados através de estatística descritiva por meio de medidas de frequências absolutas e relativas e apresentados em forma de tabelas. A pesquisa evidenciou que no período estudado foram notificados 670 acidentes de trabalhos graves no município de Santarém (PA), sendo registrado o maior número no ano de 2015 (21%) com incidência 11,3 acidentes por 10 mil pessoas. Quanto ao perfil dos trabalhadores acidentados, constatou-se que 29,7 % possuíam idade entre 20 e 29 anos, 89,7 % eram do sexo masculino e 30% possuíam ensino fundamental incompleto. Cerca de 38,3% eram autônomos e as principais ocupações acometidas foram a de pedreiros (11,2%) e motociclistas (7,6%). Em relação aos acidentes de trabalho graves, 40,1% ocorreram em vias públicas, sendo que 67% foram classificados como típicos. Os acidentes foram causados principalmente por impacto decorrente de objeto lançado, projetado ou em queda (10,9%). As partes do corpo mais atingidas foram membros inferiores com 31,8% e a lesão mais frequente foi a fratura de dedos (6,6%). A evolução do caso mais recorrente foi a incapacitados temporariamente (54%). A comunicação de acidente de trabalho (CAT) foi realizada somente em 17,2% dos casos e os acidentes fatais representaram 5,2%. De acordo com os achados, conclui-se que a identificação do perfil acidentário do município poderá subsidiar e orientar políticas públicas voltadas para a promoção da saúde dos trabalhadores, prevenção de acidentes e, consequentemente, melhorias nas condições de trabalho e controle dos riscos ocupacionais.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2160202 - ALANNA DO SOCORRO LIMA DA SILVA
Presidente - 1562643 - MAXWELL BARBOSA DE SANTANA
Externo à Instituição - VALNEY MARA GOMES CONDE - UEPA
Notícia cadastrada em: 12/12/2019 15:27
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - srvapp2.ufopa.edu.br.srv2inst1