Banca de DEFESA: MARCELO ALMEIDA GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCELO ALMEIDA GOMES
DATA : 25/01/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Sala Virtual, via Google Meet
TÍTULO:

DO DIREITO À EDUCAÇÃO AO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR:  A POLÍTICA DE OFERTA DO ENSINO MÉDIO NAS ESCOLAS DO CAMPO


PALAVRAS-CHAVES:

Educação. Ensino Médio. Cidadania. Políticas Públicas


PÁGINAS: 136
RESUMO:

A presente dissertação insere-se no universo dos debates e reflexões acerca do direito à educação dos povos do campo e das políticas públicas educacionais do Ensino Médio nas Escolas do Campo. Diante disso, tem como objetivo geral compreender o papel desempenhado pela política do Ensino Médio nas Escolas do Campo na garantia do direito à educação e a sua contribuição na continuidade dos estudos ao filho do trabalhador rural no ensino superior. Caracteriza-se como uma pesquisa quanti/qualitativa, dividida em duas fases, levantamento bibliográfico e pesquisa documental. Para o levantamento de referenciais teóricos foram selecionados livros, teses, dissertações, artigos científicos relacionados à temática proposta. Os documentos foram coletados, selecionados e organizados em documentos oficiais da Secretaria de Educação (SEDUC-PA) e da plataforma QEdu Brasil, Constituições Federais de 1824 a 1988 e Lei de Diretrizes e Base da Educação (Lei nº 9.394/1996). Os dados foram analisados a partir da técnica de Análise de Conteúdo de Bardin (1977) e revelam que o ensino médio ofertado no município de Santarém-PA não é muito diferente do que ocorre nas demais escolas do campo do país, com um adendo, as escolas do campo no município de Santarém apresentam uma peculiaridade, são localizadas em regiões de várzea que apresentam realidades singulares quando comparadas a outras regiões do Brasil, isso por conta da sua localização geográfica e das estações climáticas, enchentes, o que causa mais um agravante na oferta do ensino para as comunidades do campo. Os dados revelaram que 20% (4.417 num total de 21.963 matrículas) dos estudantes de escolas do campo do município de Santarém abrangidos pelo SOME e pela modalidade regular de ensino no período de 2014 a 2018 não concluem o ensino médio, seja por abandono ou por reprovação. A partir do estudo teórico e da análise documental, chegou-se à conclusão que, embora existam dispositivos legais e políticas públicas direcionadas para classes menos favorecidas, como os povos do campo, há um largo caminho que deve ser percorrido antes que se possa afirmar que o Brasil garante de fato o direito educacional aos cidadãos do campo, possibilitando a estes o ingresso no ensino superior, por meio de exames vestibulares, a partir do oferecimento da educação básica em suas comunidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 115.081.242-72 - MARIA DE FATIMA MATOS DE SOUZA - UFPA
Interno - 1794508 - ITAMAR RODRIGUES PAULINO
Interna - 1552900 - IANI DIAS LAUER LEITE
Externo ao Programa - 1970094 - TULIO CHAVES NOVAES
Externa ao Programa - 1278761 - SOLANGE HELENA XIMENES ROCHA
Notícia cadastrada em: 15/01/2021 13:04
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - (00) 0000-0000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - srvapp1.ufopa.edu.br.srv1inst2